Como responder biblicamente quando somos feridos?

Reações existem várias. Precisamos reagir diante das feridas. Deus já providenciou meios e maneiras para isso. A seguir, apresentamos algumas das boas reações que agradam a Deus e nos ajudarão a crescer, com toda certeza.

1. Derramar seu coração a Deus em oração, buscando Sua ajuda

Esta é uma decisão sábia e acertada, e Deus responderá alegremente. “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus”(Filipenses 4.6,7).

2. Decidir, pela fé, perdoar e amar a pessoa que lhe feriu

É importante lembrar que amar é pensar, falar e agir somente para o bem da pessoa, mesmo que ela tenha lhe causado um grande mal. “Porque andamos por fé, e não por vista” (II Coríntios 5.7).

3. Decidir esquecer o mal que foi feito

Este é o caminho bíblico e uma reação acertada. Mas a continuação dessa reação, para que ela esteja completa, é ir falar com a pessoa que lhe feriu, liberando o perdão verbalmente e dizendo-lhe que ela está livre, em Cristo. “Tendo antes de tudo ardente amor uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados” (I Pedro 4.8). E mais: “Ora, se teu irmão pecar, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, terás ganho teu irmão; mas se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda palavra seja confirmada. Se recusar ouvi-los, dize-o à igreja; e, se também recusar ouvir a igreja, considera-o como gentio e publicano” (Mateus 18.15-17). Deus vai lhe orientar quando você não consegue decidir o que fazer.

4. Falar somente com a pessoa envolvida

Muitas vezes, quando estamos magoados e feridos, falamos sobre a situação e sobre a pessoa agressora com outros. Pode ser que estejamos tentando mostrar como somos vítimas e injustiçados, e como a outra pessoa é má e culpada. Mas quem nos defende e nos justifica é Deus. Devemos buscar a pessoa diretamente e lidar com ela em amor, como a Palavra de Deus ensina.

5. Quando fomos nós que ferimos outra pessoa, precisamos ir e fazer as pazes

Claro! Se quando até mesmo o agressor é a outra pessoa nós precisamos falar com ela e liberar amor e perdão, imagine quando o agressor somos nós? Aqui, muito mais, precisamos nos humilhar diante de Deus e da pessoa, e fazer os consertos necessários. “Portanto, se estiveres apresentando a tua oferta no altar; e aí lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta” (Mateus 5.23,24).

Extraído da Revista MDA Ano I – Nº 03/2014. Texto de Timóteo e Christine Huber – Feridas transformadas em fontes de graça. Tim e Christine são Missionários no Japão.

Se você desejar saber mais sobre o assunto, clique na imagem e adquira nossos produtos.

Contatos: assinatura@revistamda.com

comercial@revistamda.com

By | 2016-10-23T18:10:58+00:00 outubro 23rd, 2016|Categories: Artigo, Christine Huber, Pastoral, Timóteo Huber|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment